Resenha: Perfume Noa – Cacharel

resenha-review-perfume-noa-cacharel

Criado em 1998, Noa tem como proposta ser moderno, porém atemporal. Ele é o momento visionário em todos nós, capaz de fazer com que reencontremos nossa paz interior e sabedoria instintiva. Será mesmo que um perfume consegue proporcionar todas essas maravilhas? Acredite: É a mais pura verdade!

Apesar de ser dos anos 90, nada de já ir deduzindo que ele é “perfume de velho” (olha o preconceito duplo aí!). Diferente dos companheiros de época, que possuíam como característica um aroma bem forte e marcante, Noa consegue ter  sutileza, sendo realmente um perfume perfeito para qualquer ano.

A fragrância possui em sua composição notas de café, almíscar branco, peônia branca, ylang-ylang e coentro. São notas bem interessantes; que eu nunca imaginaria que, em conjunto, formariam um aroma tão belíssimo.

O que mais me encantou em Noa foi fato dele não ser estacionário. O perfume está sempre evoluindo e a cada instante você vai vivenciando uma gostosa surpresa. Logo na primeira borrifada, o aroma de um almíscar – bem almiscarado mesmo – pode ser detectado. Depois de poucos segundos ele vai para segundo plano, dando seu lugar de destaque ao café. Hmmm, como eu adoro cheirinho de café! Eu sinto que diferente do aroma do grão de café, o que está presente em Noa é o em pó. Qual a diferença? O aroma possui uma certa secura, que para mim combina perfeitamente com o inverno.

Pode ser que eu esteja ficando maluca, mas sinto beeem lá no fundo uma notinha de ameixa. Mas diferente da fruta já madura, que possui um aroma adocicado e bem marcante, essa ameixa está mais para a que ainda está em fase de amadurecimento: ela tem um aroma mais cítrico. E eu acho que é justamente esse detalhe que não deixa o aroma de pó de café sufocante -pelo fato de ser seco.  (Em alguns sites, essa fruta é listada como parte da composição de Noa, mas não tenho confirmar que essa informação seja verdadeira. Talvez as pessoas tenham apenas lembrado desse aroma, assim como eu.)

E quando você achava que a fragrância terminaria por aí, o café passa a fazer companhia ao almíscar branco para ceder seu lugar de destaque para as flores, que brincam com sua doçura. Pêonia branca, ylang-ylang e até lírio se alternam, dando o seu toque bastante feminino. E em conjunto com as notas que estão em segundo plano, conferem ao aroma uma delicada sensualidade. Digo delicada porque o poder de sedução não é com pretensão. Noa consegue fascinar naturalmente e de modo bem discreto. (Obs: para os que não conhecem ylang-ylang, essa flor é considerada afrodisíaca!)

Ao final de todas essas experiências, a nota de sândalo aparece com uma pitadinha de coentro. Agora, você consegue vivenciar uma paz de espírito sem igual. De verdade! Não tem como você não se sentir de bem com a vida, relaxada e confortável. Diria que é algo mágico.

Na minha opinião, Noa é excelente para ser usado em ambiente de trabalho ou saídas em geral (como um cineminha, jantar com o namorado…). É, eu sei que são ocasiões bem diferentes, mas ele consegue se adaptar muito bem em ambas. Acho que no ambiente de trabalho, ele é discreto, respeitando o olfato alheio, mas transmite a imagem de uma mulher inteligente, feminina e atraente. Elogios é que não vão faltar! Já nas saídas, nem preciso dizer muito: [Elogios é que não vão faltar]²!

 

Preço de 30ml

R$309,00
Preço de 30ml
8.3

Aroma

9/10

    Projeção

    9/10

      Fixação/Duração

      8/10

        Originalidade

        9/10

          Embalagem

          8/10

            Pontos Positivos

            Pontos Negativos

            Deixe uma resposta

            O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *