Diário de Mamoplastia – O início

Diário de mamoplastia, aqui vamos nós! Sei que muitos de vocês têm o desejo de fazer uma cirurgia nas mamas, mas as dúvidas ou inseguranças não os deixam 100% decididos a fazer essa plástica. Então hoje vou começar uma série de posts para contar um pouquinho da minha trajetória e quem sabe ajudar alguns de vocês a encararem o bisturi.

Sobre minha cirurgia plástica

Hoje faz quase um mês que fiz minha mamoplastia redutora sem colocação de prótese. Confesso que enrolei quase 10 anos para fazer, porque tinha muito medo de anestesia geral (sabe aquele medinho de nunca mais acordar?! Então…).  

Como superei isso? Questão de psicologia. Esse ano está sendo um período muito importante na minha vida. Passei longos anos de altos e baixos no quesito autoestima e finalmente consegui me enxergar por dentro. Percebi a variedade de virtudes que eu tinha, mas que por conta de palavras e atitudes dos outros eu vivia reprimindo e inconscientemente me sabotando.

Então decidi fazer um “detox” de todas as coisas que me deixavam para baixo e meios seios estavam no topo da lista. Eles sempre foram grandes e pesados – o que me proporcionava dores crônicas no pescoço, ombros e costas. Como passei metade da minha vida num engorda-emagrece constante (o tal do efeito ioiô), eles ficaram bem caidinhos (conhecido como ptose mamária). Fora isso, tinha dificuldade de encontrar roupas que me vestissem bem – não é fácil acomodar um tamanho 50/52 (ou 32G nos EUA) com costas pequenas . 

Tipo de cirurgia

Como já disse, fiz uma mamoplastia redutora sem prótese. Mas o que isso quer dizer? No meu caso, foram três procedimentos distintos: o levantamento das mamas (chamado de mastopexia), a redução das auréolas e a redução das mamas. Por conta desses do tamanho do meu seio e do grau de ptose, foram realizadas incisões em âncora, onde as cicatrizes resultantes dos pontos  ficarão em volta da auréola, seguido de uma linha vertical e uma longa linha horizontal bem na base das mamas (“T” invertido).

Fonte da imagem: www.medicaltourismabroad.com.au

A opção de não colocar silicone foi uma escolha minha. Eu sei que você deve estar pensando: “por que colocar silicone se você está diminuindo o tamanho?” (eu também pensava assim!). Mas algumas pessoas preferem colocar as próteses por uma questão estética. Com eles os seios ficam mais redondinhos e empinados. Porém prefiro o formato natural da mama.

Dia anterior à cirurgia

Sem mistério e sem sofrimento! A única coisa que tive que fazer foi realizar minha última refeição até as 22h e beber água até 23:30. Não tive restrições de alimentos e nem tive que tomar alguma medicação específica.

Dia da cirurgia

Tive de permanecer em jejum até me operar. Antes de ir para o hospital tomei um banho (sem lavar o cabelo, claro), mas não pude aplicar nada no corpo. Ou seja, nada de desodorante, hidratante, perfume, maquiagem e por aí vai.

Só tive que levar para o hospital o sutiã cirúrgico, que comprei no próprio consultório do meu cirurgião, a meia antitrombo e os resultados dos meus exames. Mas o uso dessa meia varia de acordo com o gosto dos médicos: alguns preferem aplicar dar a injeção no lugar e outros ignoram esse detalhe.

Como não sabia que a cirurgia era às 8:00, acabei chegando lá por volta das 7:15 – o que deixou todo o procedimento bem dinâmico. Depois da parte burocrática na recepção, fui para o meu quarto e já conversei com a anestesista e ela ficou ao meu lado até eu retornar ao meu quarto após a mamoplastia. Confesso que estava super tranquila. Coloquei a roupa, deitei na maca, coloquei um comprimido debaixo da língua pra ficar relaxada e  me levaram até a sala de cirurgia. Lá a anestesista colocou a agulha na minha mão, aplicou o anestésico, colocou a máscara de oxigênio em mim e puf! Puf mesmo! Eu apaguei e só acordei no meu quarto.

Novamente, é importante eu destacar que esses procedimentos no hospital podem variar um pouco de acordo com o médico. Por exemplo, sempre soube de médicos que faziam as marcações de caneta nas mamas com o paciente acordado. Eu fui marcada, mas já estava apagada. Também fiquei sabendo que várias pessoas tomam uma injeção para relaxar. Eu só tive que colocar o comprimido na boca. Então não se assuste em descobrir diferentes etapas, porque elas podem variar mesmo.

O dia da cirurgia foi bem chatinho! Primeiro porque o tempo não passava: eu achava que tinha dormido umas 3 horas, mas na verdade só tinha dormido uns 30min 😂. Segundo porque eu não podia levantar pra nada (então fazer xixi, só na cama e com a comadre). E terceiro porque como só podia ficar em deitada de barriga pra cima, eu estava bem desconfortável. Mas a parte boa é que eu não senti dor alguma da cirurgia!

Basicamente passei o dia bem sonolenta e com falta de apetite – que é bem normal! A cada três horas as enfermeiras vinham me dar medicação e vinham também para substituir meu soro e tirar minha pressão e temperatura.

Ah sim! Como eu fiz uma redução considerável, eu tive que ficar com uma sonda em cada mama. Isso era pra controlar a quantidade de sangue que eu ia perder e principalmente para evitar que ele ficasse acumulado na região dos pontos.

Dia seguinte à cirurgia

Tive alta no hospital ainda de manhã, depois do meu médico ter ido ver se estava tudo bem , refazer meu curativo e remover as sondas. Ele me receitou alguns remédios para eu tomar durante 7 dias e novalgina caso eu sentisse dor (já te adianto que não senti dor alguma!).

Passei quase que o dia todo cochilando, mas acordando de tempos em tempos por conta do desconforto da posição para deitar. De vez em quando andava um pouco pela casa ou ficava sentada, seguindo as recomendações médicas.

Minha mãe me auxiliou praticamente 24 horas: me levantava, me deitava, me dava comida na boca, me levava ao banheiro, enfim, fazia tudo pra mim já que é estritamente proibido levantar os braços ou fazer esforço (Por tempo indeterminado).

Informações complementares

  • Tire todas as suas dúvidas antes da cirurgia. Isso fará com que você fique mais tranquilo no dia da operação e facilitará seus cuidados no pós-operatório;
  • É importante você ter consciência que você ficará com cicatriz e conversar com seu médico para ter uma perspectiva de como poderá ficar a sua;
  • Antes do procedimento, seu médico irá te pedir uma série de exames e risco cirúrgico para avaliar sua saúde e poder prosseguir com sua cirurgia;
  • Essa cirurgia requer repouso absoluto e ajuda! Então você vai precisar de no mínimo 30 dias de molho sem muitos esforços e de alguém para te ajudar a fazer qualquer coisa por algumas semanas (desde escovar seus dentes a te deitar na cama para dormir);
  • Você não vai poder levantar os braços nas primeiras semanas;
  • Você vai precisar comprar pelo menos 1 sutiã cirúrgico para começar a usá-lo logo após a cirurgia;
  • No meu caso precisei comprar uma meia antitrombo para usar após a cirurgia enquanto fiquei no hospital;
  • Não senti nenhuma dor da cirurgia (mas senti dor de cabeça, o que é normal já que sinto com frequência);
  • Esqueça desodorante por tempo indeterminado;
  • Caso você faça uso regular de algum medicamento, não deixe de falar com seu médico. Alguns compostos podem dificultar a cicatrização, então devem ser suspendidos ou substituídos;
  • Pode ser que você fique um pouco inchado nos primeiros dias. Isso é normal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *